Dicas maternas: 5 dicas antes de comprar ou montar sua mala

Está chegando a hora, bate aquela dúvida. Quando deixar pronta? O que devo considerar antes de montar? Segue a resposta há algumas dúvidas que eu tive sobre isso, e que poderão te ajudar.

Primeiro, precisamos entender que se você tiver um parto a termo sem complicações você ficará no máximo 3 dias no hospital, e não adianta fazer uma mala cheia de coisas inúteis. E ainda se você mora perto do local onde terá seu filho, você poderá pedir para alguém buscar algo que esqueceu, o que não é complicado. O problema está quando isso não é possível. Fiz uma lista com uma junção do que eu considerei importante antes de montar a mala maternidade do meu filho.

1. Quando montar a mala maternidade?
Os médicos recomendam que a partir de 31 semanas de gestação a sua mala e a do bebê estejam prontas. O motivo é que neste período você ainda está “menor”, e já está próxima do final da gestação. Nas últimas semanas é comum você “inchar” um pouco, e com isso vai se sentir mais pesada e cansada. Fora o risco do bebê querer dar as caras antes do tempo, e não vai dar certo você fazer as malas correndo. Com 30 semanas a mala do meu bebê já estava pronta, mas o motivo era que eu tinha o risco de parto prematuro – e foi mesmo, nasceu com 34 semanas. Mas, a minha eu não deixei pronta, e quando estava no hospital, meu marido que teve que fazer, você imagina o quanto isso não foi legal né? A “sorte” é que eu morava perto do hospital, e a maternidade era próxima ao centro.

2. É preciso investir em uma mala maternidade? 

Isso é questão de opinião. Vou te contar a minha experiência. Eu investi em uma boa mala maternidade, mas mala mesmo – não comprei um bolsa. O motivo foi o seguinte, queria colocar todas as minhas coisas e a do bebê em uma mala apenas, por pura praticidade e conforto, e também ela seria imensamente útil depois desse período, quando fossemos viajar. O porquê de não ter investido em uma bolsa de passeio, foi vários – dentre eles, a economia. A minha mala foi da marca Master bag.

3. É necessário investir em uma bolsa maternidade ou aqueles quites de malas?

Quando vamos ter um bebê, são tantos gastos. E economizar torna-se uma obrigação. Então, decidi que ficaria com a minha bolsa mesmo, para as saídas com o bebê, afinal quem usaria seria eu e não o bebê né? Por esse motivo investi em um bom trocador portátil, e funcionou super bem. A bolsa maternidade é de um tamanho – na minha opinião – pequeno, e não cabe todas as coisas que o bebê vai usar no hospital – serve para passeio mesmo – porém, nestes quites vem a mala, a bolsa de passeio e uma menor. Eu sinceramente, não vejo muitas pessoas usando a menor, somente a de passeio (que no meu caso, usei a minha bolsa, como havia dito), e a mala não considero um tamanho adequado – para viajar, o que me faria usar as 3 para levar tudo que o bebê precisava-se. Portanto, investi em uma boa mala, para não ter aquela mala explodindo e impossível de encontrar coisas nela. Fiz dessa forma, pensando na utilidade das bolsas, depois destes 3 dias na maternidade, afinal este é um período tão curto para muitos gastos. Mas, tudo isso, é questão de opinião.

4. É útil investir naqueles saquinhos que separam a roupa do bebê?

Sim, mil vezes sim. Mas não precisa ser aqueles saquinhos super caros, aqui minha mãe mesmo fez. E aqueles saquinhos que compramos de rolo – se você quiser economizar ainda mais – são suficientes. Quando você está no pós parto, ainda debilitada, ter a facilidade de encontrar já tudo organizado – 1° primeira roupinha, trocas, toalhas, saquinhos de roupa suja – facilita tanto para você, quanto para quem estiver te ajudando. É prático e abuse das etiquetas. Use esses saquinhos para separar também as suas coisas, eu não usei (como contei, quem montou foi o meu marido), mas seria muito útil.

5. Pense na estação em que seu bebê vai chegar antes de montar a mala.

Antes de montar sua mala, atente para se seu filho irá nascer no frio ou calor. Isso é imprescindível, pois, levar cobertor se seu filho nascer em pleno verão é totalmente inútil, por exemplo – neste caso a manta é suficiente. E se for frio, haverá a necessidade de levar mais luvas e toucas, digo isso, porque no verão também é necessário levar pelo menos um par de luvas e uma touca, pois após o banho o bebê perde muita temperatura, e usá-los será necessário por um breve período, mas não esquece de tirar viu?Afinal, eles sente calor como nós. Um ponto importante também é verificar se a maternidade em que você ficará tem ar condicionado nos quartos.

Essas foram as questões que levei em consideração antes de adquirir e montar minha mala maternidade. Porém, como sempre digo, a maternidade é uma experiência única, e cabe a você decidir, fiz a lista só para te ajudar.

Confira a minha lista de itens essenciais para montar a mala maternidade no blog.

Beijo

_____

Siga no Instagram e Facebook @maternidadeintuitiva

Visite o blog maternidadeintuitiva.com

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s