Aleitamento materno: Dificuldades dos primeiros dias

Amamentar não é fácil e é um processo de aprendizagem para mãe e para o seu bebê. Você quer amamentar e procura todas as informações e até faz curso sobre o aleitamento materno, mas quando o momento chega a sua inexperiência no processo toma conta, surge a insegurança. E se você não tiver apoio do parceiro e dos profissionais de saúde a sua volta, pode fazer você pensar em desistir. Mas, não desista.

Vamos conversar sobre a amamentação? (Prepare-se para um texto longo, mas que pode te ajudar)

Minha experiência também não foi fácil. Acho eu, que de quase ninguém é. Posso te dar certeza apenas, que vale o esforço. Quando tive meu filho, ele nasceu prematuro e com baixo peso. Bebês prematuros são normalmente mais preguiços, e a amamentação demanda esforço e paciência em dobro. Sou enfermeira, apaixonada pelo ato de amamentar, fiz curso sobre o aleitamento materno. Você pode pensar, que por isso, foi mais fácil. Mas, não. Eu tive baby blues, aquela depressão que ocorre nos primeiros dias pós parto (veja meu relato), e dificultou ainda mais o processo. Mas, quero falar aqui, sobre a amamentação. Meu seios são grandes, e tive muito leite, meu bebê era pequeno e preguiçoso. Então minha primeira dica para vocé é:

Os seios cheios, dificultam o bebê fazer a pega correta da aréola, e prejudica a sucção. Retire um pouco do leite, até que seus seios fiquem mais “macios” antes de dar o peito.

Meu filho não mamava por muito tempo, as vezes era segundos e já dormia. Isso é normal acontecer, pois o aconchego do peito e meu cheiro, lhe trazia conforto, e ele dormia. O que fazia, devido a minha inexperiência, apesar do “conhecimento”, me sentir ansiosa e com dúvida se ele estava mamando o suficiente. O que no meu caso, piorava com a confirmação de que não estava sendo suficiente, a cada dextro baixo (teste do índice glicêmico, que pode ser prescrito pelo pediatra para qualquer bebê se sentir necessidade, mas em prematuro é obrigatório). Isso fazia com que eu coloca-se o meu bebê toda hora no peito, sem fome. E isso se repetiu por dias, por pura ansiedade minha e pressão dos profissionais a minha volta. Portanto, ele mamava sempre pouco e insuficiente, vinham fazer o dextro, dava baixo, eu colocava no peito novamente, ele mamava mais um pouco, um ciclo vicioso de erros.

Entenda uma coisa, quando o bebê sentir fome, vai mamar. Fome é fisiológico, se ele não apresentar nenhuma deficiência neurológica. Ele pode demorar talvez alguns dias para entender a quantidade que deve mamar, afinal no útero não sentia fome, sua necessidade era suprida continuamente pela placenta. Mas, quando ele sentir fome vai encomodá-lo, e o choro, sugar a mãozinha, virar o rostinho serão seu sinais e este é o momento de colocá-lo no seio. E posso te garantir, que quando ele mamar com fome será suficiente, mesmo que por pouco tempo, ou por muito – a sucção também tem a ver com a necessidade de conforto e não somente fome -, e se não for suficiente, em breve ele vai demonstrar os sinais novamente.

Tenha paciência, observe o ritmo do seu bebê, reconheça o seus sinais. E bebê ativo, é sinal de bebê com saúde, mesmo nos primeiros dias que eles dormem bastante, se ao mecher nele, ele “responder” – segurando um dedo seu com a mãozinha, movimentando os pezinhos, fique tranquila.

Outro erro na amamentação é colocar tempo para mamadas, o bebê deve mamar em livre demanda, ou seja, sempre que quiser e pelo tempo que quiser (sempre deixando esvaziar um seio, para colocar no outro), para suprir sua necessidade nutricional e para o leite materno proporcionar todos os benefícios que nele há – o leite materno muda suas características conforme o bebê mama. Só não deixe passar de mais de 4 horas nos primeiros dias de vida do recém-nascido, entre as mamadas.

E se ele estiver mamando de hora em hora, não queira deixá-lo com mais fome”, para ele mamar mais e espaçar as mamadas. Existes fatores a considerar, o estômago do bebê é do tamanho de uma cereja quando nasce, e vai aumentando conforme os dias. Se ele está mamando a todo a hora, não é porque o leite não está sendo suficiente, mas porque seu estômago é pequeno e o leite materno é de fácil absorção. Com o tempo as mamadas naturalmente vão sendo espaçadas, e ele demandará menos de você. Porém, lembre-se amamentar demanda esforço, fique firme, a tendência é melhorar. O meu filho, mamava de hora em hora, mesmo depois que “pegamos o jeito”. Não foi fácil. Mas, apesar de prematuro e baixo peso, graças a amamentação exclusiva, ele ganhou rápido peso e não ficou doente nenhuma vez durante seus primeiros 6 meses de vida. Lembre-se que a necessidade de sucção do bebê também tem a ver com conforto, sono, segurança, e saiba quando mais ele sugar, mais leite você produzirá.

Portanto, amamente em livre demanda. Aguente firme, tudo irá melhorar com o tempo, e ele vai demandar menos você. Aproveite, e curta muito, pois o tempo voa.

Seios feridos não foi um grande problema, para mim. Graças a pega correta. Mas, mesmo assim, tive pequenas feridas no seio, afinal o meu bebê ainda estava aprendendo a abocanhar o peito de maneira certa, e as vezes ele pegava errado e machucava. Com a ajuda de uma pomada para o seios (lansinoh), e com muita paciência, ele foi aprendendo, e a dor não fez parte mais das mamadas.

PEGA CORRETA DO SEIO

A mãe não deve sentir dor quando o bebe suga.

Sobre a pega correta, aconselho que quando você for amamentar pela primeira vez, peça ajuda dos profissionais de saúde na maternidade. Peça orientação para que você aprenda a colocá-lo no peito e para que ele faça a pega correta. O que você pode sentir nestes primeiros dias, que eu senti muito, é a dificuldade de posicioná-lo para pega, ou de apoiar seu corpinho “molinho”, e é normal. Fique tranquila, vocês vão aprendendo, tudo é questão de prática. Há várias posições para amamentar, mas apenas um forma certa da pega.

O bebê tem que seguir a sequência de pega conforme a foto acima. E a primeira regra para saber se está certo é que você não deve sentir dor na sucção. Se está sentindo dor, o retire do peito, e o reposicione. Saiba que o bebê está aprendendo como você, e é necessário paciência. Mas, logo isso passa a ser natural tanto para você e como para ele.

Sobre leite fraco, por favor gente…

NÃO EXISTE LEITE MATERNO FRACO

O que pode existir é:

  • Pouca produção de leite, que pode ser resolvido com mais sucção. Então quanto mais seu bebê mamar, mais leite você vai produzir, e com o tempo, seu organismo irá “entender” qual a quantidade que seu filho precisa.
  • Bebê mais guloso, ou seja, um bebê que vai querer mamar a toda hora. Pois, sente mais fome que outros.

Não pense que a fórmula (leite artificial) sustenta mais. Seu bebê poderá sentir fome mais rápido com o leite materno, pois o leite artificial, é de difícil digestão para o intestino imaturo do bebê e o leite materno é de fácil absorção. Além, do leite materno ser completo nutricionalmente como nenhum leite artificial poderá ser e rico em anticorpos.

O melhor alimento para seu bebê é o seu leite.

Eu preciso te dizer, amamentar não é fácil, mas é possível. Se você estiver com dificuldade nos primeiros dias, procure profissionais especializados em amamentação. Não deixe que outras pessoas a façam desistir, e não se deixe desistir diante as barreiras. 

Desculpe o texto longo… Mas ao assunto amamentação da muito pano para manga… Me aguarde que ainda tenho muito o que falar sobre.

Beijo, compartilhe esse texto.

Veja também:

– Motivos para você insistir no aleitamento materno.

– Desmitificando o aleitamento materno.

– Absorventes de seio ou concha para seio? 

____

Siga no Instagram e Facebook @maternidadeintuitiva

Visite o blog Maternidadeintuitiva.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s